Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

“O Amor o que é?”

Peguei hoje no livro infantil de José Jorge Letria  “O Amor o que é?” com ilustrações de Catarina França.

LINDO... poemas/definições de amor simples e ilustrações que são uma verdadeira delícia.

Nas palavras do autor “ O amor faz bem a tudo e torna a nossa vida mais bela. Mas será possível definir o amor nas várias maneiras de o sentir e de o partilhar, tentando chegar aos mais pequenos e também aos mais crescidos?”

...

Vale a pena conhecer… Deixo aqui algumas definições do amor, que constam do livro...

...

O amor é

dar como presente

a nossa felicidade.

...

...

O amor é

saber o nome completo

das flores e dos pássaros

...

...

O amor é

uma carta escrita com

as letras azuis da felicidade das aves

...

...

O amor é

escrever um livro

que faça rir e chorar.

...

...

O amor é

ter saudades

de quem gosta de nós.

...

...

O amor é

um jardim onde cabem

todas as palavras sem idade.

...

 

publicado por RB às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

A arte de ser feliz

Houve um tempo em que minha janela

se abria sobre uma cidade que parecia

ser feita de giz. Perto da janela havia um

pequeno jardim quase seco.

Era uma época de estiagem, de terra

esfarelada, e o jardim parecia morto.

Mas todas as manhãs vinha um pobre

com um balde e, em silêncio, ia atirando

com a mão umas gotas de água sobre

as plantas. Não era uma rega: era uma

espécie de aspersão ritual, para que o

jardim não morresse. E eu olhava para

as plantas, para o homem, para as gotas

de água que caíam de seus dedos

magros e meu coração ficava

completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o

jasmineiro em flor. Outras vezes

encontro nuvens espessas. Avisto

crinças que vão para a escola. Pardais

que pulam pelo muro. Gatos que abrem

e fecham os olhos, sonhando com

pardais. Borboletas brancas, duas a

duas, como refelectidas no espelho do ar.

Marimbondos que sempre me parecem

personagens de Lope de Vega. Às

vezes um galo canta. Às vezes um

avião passa. Tudo está certo, no seu

lugar, cumprindo o seu destino. E eu me

sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas

felicidades certas, que estão diante de

cada janela, uns dizem que essas coisas

não existem, outros que só existem

diante das minhas janelas, e outros,

finalmente, que é preciso aprender a

olhar, para poder vê-las assim.

Cecilia Meireles

 

publicado por RB às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006

Terminou o fim-de-semana

O fim-de-semana não me correu particularmente bem, a ponto de alguém me ter dito que esta música de Rui Veloso me "assenta como uma luva"....

Não queiras saber de mim

"Não queiras saber de mim, esta noite não estou cá;

Quanto a tristeza bate, pior do que eu não há...

Fico fora de combate, como se chegasse ao fim;

Fico abaixo do tapete, afundado num serrim.

 

Não queiras saber de mim, porque eu estou que não me entendo,

Dança tu que eu fico assim,

Hoje não me recomendo.

(...)

Amanhã eu sei, já passa, mas agora estou assim,

Hoje perdi toda a graça, não queiras saber de mim..."

Boa semana para todos

publicado por RB às 00:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Outubro de 2006

Primeira canção em Lisboa

Em Lisboa é que nascem as gaivotas.
Que pena, meu amor, o mar não ser
um copo de água pura. De água para
a sede que em Lisboa eu vi nascer.

Em Lisboa. Capital do vento sul.
Coração do meu povo. A doer tanto
que a dor se tornou cor. E é azul
como a ganga dos homens do meu canto.

Em Lisboa a gente morre sem idade.
Devagar. Como se faz uma canção.
E há um pássaro que voa. É a saudade.
E uma janela aberta. O coração

Joaquim Pessoa

publicado por RB às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Outubro de 2006

Liberdade

Aqui nesta praia onde

 

Não há nenhum vestígio de impureza,

 

Aqui onde há somente

 

Ondas tombando ininterruptamente,

 

Puro espaço e lúcida unidade,

 

Aqui o tempo apaixonadamente

 

Encontra a própria liberdade.

 

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

publicado por RB às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

...

"Se os teus projectos forem para um ano, semeia o grão. Se forem para dez anos, planta uma árvore. Se forem para cem anos, educa o povo."

(Provérbio chinês)
publicado por RB às 12:46
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 15 de Outubro de 2006

...

publicado por RB às 23:40
link do post | comentar | favorito
|

A influência da informática na nossa vida…

O primeiro contacto com a informática…

O impacto das novas tecnologias na aprendizagem…

Novas formas de escrita surgiram

As desvantagens??.....

publicado por RB às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

E por vezes...

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.


David Mourão Ferreira

publicado por RB às 14:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

...

"Sempre que alguém afirma que dois e dois são quatro e um ignorante lhe responde que dois e dois são seis, surge um terceiro que, em prol da moderação e do diálogo, acaba por concluir que dois e dois são cinco..."

(José Prat)

publicado por RB às 14:16
link do post | comentar | favorito
|

.Pensamento do dia


"Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..." Fernando Pessoa

.pesquisar

 

.Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


.posts recentes

. Um bom ano 2012

. Madeira

. Alentejo

. Convento de Mafra – Um gi...

. Novas tarifas low cost

. Sensibilidade masculina.....

. A gripe e os homens...

. O dinheiro traz felicidad...

. Recomeça...

. O tempo...

.arquivos

. Dezembro 2011

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Links

Crónicas do Quintal
Viagens na Nossa Terra
As Paixões de uma fan
Grito da Gaivota
O Mundo da Ilusão
Luasolitária
1000imagens
Olhares
O Meu Anel
Alma Guerreira
Pensamentos da Alma
A Kind Of Magic
tons de azul
1001 Maneiras de Poupar
Deep blue angel
Hoje Li (ou não...)
Casa de Maio
A Papoila
Auxiliar de Memória
O Cantinho da Tibéu
Bijuterias da Maria
Bolos da Célia e da Ana
Nuno Cabruja
frufruegaitinhasdaprincesa
palavra puxa palavra
O Cantinho da Primavera

.Contador

.Visitantes on-line

online

.Musica

blogs SAPO

.subscrever feeds